sábado, 19 de fevereiro de 2011

Ela




Sinto o vento cortar minha face.
Olho para o céu, está cheio de estrelas, mas nenhum sinal dela.
Aquela que me faz sorrir, aquela que rege a vida.
Sinto um cheiro pútrido emanar das minhas cicatrizes.
Já não me enjôo mais com o odor.
Cansei de vomitar por quem não merece.

O frio rasga minhas entranhas.
A garrafa de vinho, minha única amiga, me entorpece.
Ando por aí, sem rumo.
Caí tantas vezes que não só aprendi a levantar,
mas também quase não caio mais. Aprendi a evitar as quedas.

O suor cola meu corpo, tenho medo.
Tenho medo de perdê-la, o que fazer?
Se eu ao menos pudesse...
Se eu pudesse tê-la outra vez.
Sinto falta do seu cheiro, da sua voz.
Essa solidão já me destrói.

3 comentários:

۞Carla_Witch Princess۞ disse...

Estou seguindo vc tb aqui.... já coloquei o seu banner na página PARCEIROS, no meu blog.
Mto d+++ esse seu blog!!!
Obrigada pela visita, volte semore...
Bjinhossssssss

Kmila Zaoldyeck disse...

wow, você escreve muito bem hã?
amo poemas assi, eu até escrevia alguns quando estava no primeiro ano...

mas desisti, meu negócio é prosa mesmo...

۞Carla_Witch Princess۞ disse...

Ei, Hakkyo...
Vc deveria postar + poemas seus!
Bjinhosssssss