segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Metamorfose Ambulante

O mundo é um lugar frio, escuro e hostil para a maioria das pessoas, que ocupadas demais sendo egoístas e analisando seu próprio umbigo, deixam a vida passar sem aproveitá-la, sem ver como o mundo é realmente. O mundo está, sim, doente. Ele adoeceu por doar demais, por oferecer amor demais. Sim, porque o amor também adoece e causa problemas, o pior é o ódio, que, como disse alguém muito esperto, "o ódio nada mais é, senão o próprio amor, que adoeceu gravemente". O nosso mundo adoeceu e hoje parece nos odiar, lançando desastres e calamidades  por aí, mas na verdade, só está mostrando o que acontece quando não se dá a devida atenção ao que merece ser visto, apreciado e cuidado. E assim é o amor. Deve e merece ser muito bem cuidado e cultivado, pois é o que nos mantém de pé, enfrentando as dificuldades e obstáculos com os quais nos deparamos. O amor não é só beijos e abraços, cinemas e pique-niques. O amor é dividir, é se preocupar com as necessidades e preocupações do outro, é confortar e agradar o outro, para então receber em troca mais amor e carinho. O amor é compreensão, amizade acima de tudo, ao lado de companheirismo. Paixão, compaixão, união. E tudo isso tem de ser RECÍPROCO, pois se não, não é amor, é devoção ou escravidão. Um casal não é feito simplesmente por duas pessoas que se gostam, mas é uma única vida composta por duas almas que se completam formando um único ser. Quando algum desses itens falta, se não se percebe a tempo de consertar, todo o amor do mundo pode sucumbir ao caos, às discussões, às ofensas, à solidão, ao afastamento, aos confrontos e inevitavelmente, à separação. 


Não sei qual é o ponto ao qual quero chegar, mas só pra finalizar, Amor é dar sem esperar receber. É aceitar, agradar, amar. Não é só o amor de mãe que é incondicional. Qualquer amor é assim, pois não existem diferentes tipos de amor. Ou se ama, ou não se ama. Se existe amor, é incondicional. Pois não existem "condições" para amar. Existem sim, coisas que machucam e fazem o amor adoecer e até morrer, mas enquanto ele existir, é incondicional. O amor que eu sinto é especial, incondicional e eterno, pois assim eu ESCOLHI. Se vou receber a mesma coisa em troca, não importa, pois não vou ficar sofrendo com isso. Claro que me chateio bastante se as coisas não andam do jeito que eu queria que acontecessem, mas vivo a minha vida de modo a não me arrepender. Se der certo, ótimo, mas se não der, eu tento outra vez, e outra, e mais outra. Eu amo especialmente alguém, e sei que sou amada especialmente também, embora às vezes tenhamos algumas outras "prioridades". Se for pra ficar junto, vai acontecer, cedo ou tarde, mas desta vez, se for pra acontecer, vai ser com responsabilidade e dedicação.




Cansei de viver de esperanças. Quero viver de realidade, viver o hoje, não o amanhã. Não quero mais me apegar às pessoas que um dia podem partir sem dar chance para as lágrimas. Cansei de viver na esperança de acontecer. Hoje só o que me importa é FAZER acontecer. Aquela menina que não sentia nada se foi, deu lugar a uma garota que sentia demais e pensava não sofrer. Essa garota também se foi. Hoje só existe uma mulher que é jovem mas já está cansada de deixar a vida passar e deixar rolar, que "tudo vai dar certo". Hoje essa mulher sabe que nada na vida dá certo, mas é FEITO certo. Hoje eu sei que estou sozinha e se eu não fizer, não acontecerá. Vou é partir pra ação, e voilá! Veremos que realmente, só assim "dá certo".

Um comentário:

Night Volker disse...

Sugoi!!! Hakkyo-san ^^ omedetô!!!
Muito boa essa postagem, com apenas ela, disse a verdade sobre o amor, concordo com isso, cada vez mais o mundo fica mais doente e as pessoas não sabem mais amar, pois com medo de serem traídas elas simplesmente não amam, mas odeiam e se destroem... Mas é bom perceber as mudanças em sua percepção do mundo, de vez em quando eu tento fazer isso... Mas chega a ser bem doloroso refletir dessa forma, não? Bom, parabéns de novo e continue com o blog postando o que você simplesmente quer postar ^^ :p kkkkk